terça-feira, 26 de abril de 2011

Samba de um coração ( estudo sobre São Paulo I)

Cai a noite sem estrelas
garoa fina, um negro véu
São Paulo, terra faceira
cama de gato, tigre de papel 
                                           [ Já nascí de sapato

Sem carrapato
homem sensato, fincado no chão
sou da cidade, sou porta-retrato
sou marca-passo, na multidão
                                            [ sou mais um coração

Que bate forte,
No corre-corre da Praça da Sé
Lá onde os mambembes dormem
na catedral, boa de fé

                                              [Eu tenho samba no pé
E sangue e quente,
Chapéu de Lata, apito na mão
eu sou timão, eu sou dessa gente
da correria, do ganha-pão

Eu sou mais de  um coração.

10/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário