sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Verbo amar

A marca d'água das minhas lágrimas
pintam meu peito de invisível
mostram todo esse fruto
repleto do verbo transitivo
                                                            [amar]
Vem meu verbo amargo
és injusto tanto na língua portuguesa
como na língua que bate no céu da boca
Como permite se dizer transitivo?
se és tão intransigente
quando se põe conjugado
no peito de quem sente.

Mas eu sei meu verbo amante,
sei que é culpa do homem
que entre o objeto e o pronome
define transito ao errante

Mas eu não aceito,
te ponho intransitivo.
como te coloco em conceito?
se o amor é um estado de espírito.

                                                            Para Mário de Andrade, com toda a minha pretensão

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Poema Sentido (Estudo I)

A solidão de quem sente
não dorme na boca do mudo
quem não cala consente
dormir com medo do escuro

O cego não é quem não vê
o cego é o profeta mais puro
a tristeza mora na lente
que enxerga o passado e o futuro


Sinto o cheiro de pó
na minha língua parada
o gosto de um beijo sem nó
da minha alma calada

Eu quero ser Assum Preto
para só assim cantar melhor
hoje a sina de uma gaiola
perto do céu, não é pior