terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Vini, Vide, Vici.


Vide a vida!
solidão perpétua
só lido de perto
com meus metros de ego
e meus quilometros de dividas

Vini a vida!
hiato de encontros
se nasce
se morre
se larga
se chega
eterno confronto
etérea proeza

Vici a vida!
habemus ela
apud esta
idem aquela
paleta que resta
uma velha aquarela

Nenhum comentário:

Postar um comentário