quarta-feira, 5 de junho de 2013

O Primeiro Mês

                                                                Para Manuel Bandeira e sua primeira namorada...


Ela era linda,
azulada e amarela
o corpo úmido,
o olhar aquarela,
e o gosto do beijo
de praia e canela

Ela era a vida.
Seus olhos, janelas,
abertos de dia,
abertos de madrugada,
e eu, perdido em bocejos,
recitava sonetos,
para a minha nova namorada

Mas o tempo passou,
e veio a ferida...
Tornou-se mais quieta,
insone, pouco poeta,
negando a comida
por vaidade sapeca

Eu não entendia por que!
Ela esqueceu nossas noites?
Ela esqueceu o primeiro mês?
O mês que durou mais de um ano
feito de amores e abandonos,
do tamanho do oceano...

Mas ela não foi
quando eu tinha seis anos
da vida, a paixão perpétua.
No fim do mês ela adoeceu
e hoje lembro como doeu
quando morreu minha Peixe Beta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário