quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Pergunte ao funâmbulo

           Pergunte ao funâmbulo                                             a onde a queda é escura
                                                  se é possível te-la na vista
                                                  a onde é o desvio da pista
                                                                     ou se
                                      o desequilíbrio faz parte da cura



                                                  Pergunte ao funâmbulo
                                                  se há desejo perto dos vincos
                                                  se sua alma é de corda bamba
                                                  se é somente o peito que manda
                                                  se o fruto é tomado de extinto

Pergunte ao funâmbulo                                                                 Pergunte ao funâmbulo
se cada passo é decisivo                                                                se há uma rede de salvação
se seus braços são guarda-chuvas                                                   se seu eixo não bamboleia
se suas pernas são longas curvas                                                     se o cérebro não esperneia                                                   e se seus olhos são o infinito                                                      se é possível atirar-se no chão
                                               
                                                  Pergunte ao funâmbulo
                                                  se há do outro lado razão
                                                  se seu coração é de rocha
                                                  se sua mente é feita de tocha
                                                  e se seu sentimento é pura ilusão
                                               


            Pergunte ao funâmbulo                                        a onde mora a loucura
                                              se o equilíbrio é lugar ou conquista
                                                   se é possível te-lo na vista
                                                                  ou se
                         o equilíbrio é uma eterna procura 

Um comentário:

  1. Já não é possível tecer comentários, diante desta bela síntese! Senti-me contemplada.

    ResponderExcluir