domingo, 15 de setembro de 2013

Eter(e)(n)o

Inevitável             A incerteza           Do eterno,
um amor              ruma                         ao agora,
pulsante              a verdade               hora após hora,
a desejar             no sentimento     um vento
do etéreo            presente                que bate
ao eterno            sentido                   que desmonora

Nenhum comentário:

Postar um comentário