sábado, 5 de abril de 2014

En'canto

                                                                                  Para a minha bruxa, por ensinar-me da lua e das mãos

não só canta encantamentos da boca.
(vi)stiste na mira um canto
que exala sereia
piscando em pupila
su'rugir'indo um olho-leão
envaidedistribuído
pelo céu de verde'g'rama
que espanta por medo de "me apaixonei..."

pois eu que um dia me deitei
na 'g'ramacéu todanoite a teulado
para conhecer digitais leoas
quando tuas escamas gelósas de sereia
surpreenderam ao tocar os pelos
de tu'ma criatura mitológica.

pois teus fios
de forma nunca antes já feita
fizeram me gozar os prantos
das antigasminhas mulheres
e com sal das lágrimas jorradas
em meus dedos devanecidos de macho
aprendi a meninofeminino dormir sonhoso
enquanto caídormindo em teu ombro
em canto acordeitei em teu colo

Nenhum comentário:

Postar um comentário