sexta-feira, 10 de abril de 2015

Brasileiro

quantos palmos
me põe longe dele
quantos eles espasmos
preenchem a lonjura daquele

as páginas palmatórias
mostram que a chegada da mesóclise
fez com que as índias notórias
do território nacional
se afastassem de um eu original
se aproximando da psicanálise
e de outras tantas histórias

mas se tantos salmos
foram ditos a ele
quantos tantos sarcasmos
construíram aquele

os pesquisadores da memória
cilindros das imensas análises
percorrem as palmas trajetórias
vendo um ele natural
anotando cada vogal
praticando uma catálise
definindo eliminatórias

e eu que não tenho a alma
que existe nele
nem o mesmo orgasmo
serei brasileiro perene
seremos singularidades
em continental pleonasmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário