sexta-feira, 17 de abril de 2015

Caçador

                                                                     

Tornei-me a lixa
que morava na bochecha
que beijava todas as noites

O que será servido quando ele chegar?

Chegou.

Está na hora...
devo com minhas próprias armas
trazer para casa o frete de carne
pepino, coentro, tomate
alface, batata, cenoura
e Danoninho...

pois já tenho idade para ser caçador.

Nesses tempos informaçonicos
os caçadores mudaram os trajes
deixaram de lado as peles de bode
as lanças pontiagudas, a lenha colhida,
mudaram o jeito de entrar em briga
e de dançar com corpo de artrópode

Nesses tempos macarrônicos
um caçador deve passar por rituais
a primeira prova é a múltipla-escolha
a segunda prova é escrita
e a terceira é a aptidão...
e com isso almejar os anaïs

Nesses tempos catatônicos
o caçador que se preze
que antes de dormir reze
que almeje ser faraônico
deve priorizar o estudo
e só depois o amor
para conseguir alcançar
um mais do que tudo

Tornei-me a bicha
que morava na proveta
que ele xingava todas as noites

O que será servido quando ele chegar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário